Santos foi a única cidade do mundo citada no relatório da UNESCO sobre políticas culturais e de desenvolvimento da economia criativa. O documento – publicado quinta (14), em Paris -, elogia a criação do Observatório de Inovação Econômica santista, que monitora atividades de cunho criativo, levanta números atualizados do setor e propõe medidas para o impulsionamento da cadeia produtiva.

O documento, que trata de políticas culturais e de desenvolvimento da economia criativa ao redor do mundo, cita a Cidade no contexto de projetos regionais, implementados independentemente de diretrizes nacionais ou internacionais. Em quadro que expõe ações desenvolvidas por países de quatro continentes, a única iniciativa municipal listada é a santista, referente à criação do Observatório de Inovação Econômica, que, por meio de 20 indicadores, monitora as atividades locais de cunho criativo, levantando números atualizados do setor e propondo medidas para o impulsionamento da cadeia produtiva.

Na publicação, Santos é mencionada na meta de desenvolvimento sustentável (Sustainable Development Goals – SDG), que preconiza a obtenção de estatísticas referentes à economia criativa nos países em desenvolvimento, conforme estabelecido na Convenção Global da Unesco de 2005.

OBSERVATÓRIO

O Observatório de Inovação Econômica foi lançado em fevereiro pelo Comitê Santos Cidade Criativa, com o objetivo de promover ações em prol de atividades culturais e de tecnologia, incluindo o setor audiovisual, responsável pelo ingresso santista na Rede de Cidades Criativas da Unesco, em 2015. Artesanato, música, literatura, gastronomia e design também estão entre as áreas contempladas.

Os indicadores contêm informações referentes a mercado de trabalho, produção de festivais e de obras audiovisuais, acesso à internet, cursos de qualificação, vagas em universidades e outros fatores que servem como base para a implantação de políticas públicas.

REFERÊNCIA

Segundo a diretora do Escritório de Inovação Econômica da Prefeitura, Niedja Santos, o Observatório de Inovação Econômica já era tratado como referência pela Unesco desde quando foi criado. “Em 2015, foi estabelecida uma matriz conceitual para que as 180 cidades criativas da Unesco pudessem criar projetos e Santos foi a primeira cidade a desenvolver a iniciativa, consolidando-se como referência”.

O QUE É ECONOMIA CRIATIVA?