Muita gente sonha em ter o próprio negócio, mas poucas pessoas têm informações sobre por onde começar de fato.

Aqui em Santos, por exemplo, foram abertas mais de 3.800 empresas em 2016. E os números só aumentam: nos três primeiros meses deste ano, 935 munícipes passaram a ser pessoas jurídicas na cidade, segundo dados Secretaria de Finanças (SEFIN).

Esses dados mostram a incessante busca por renda complementar e as mudanças no mercado de trabalho. Para muita gente, mais do que nunca, é preciso criar as próprias oportunidades.

Entenda como você pode abrir seu próprio negócio

#1- Depois de decidir qual será o seu negócio, vá à Sala do Empreendedor. O espaço tem o objetivo de desburocratizar a abertura da empresa. Mas, nessa primeira visita, você irá saber os locais em que pode instalar a sua empresa.

É importante fazer isso antes de ir em busca do imóvel ou começar a reforma. Afinal, é preciso ter o alvará da Prefeitura para abrir as portas.

#2- No mesmo local, você vai receber todas as orientações sobre a abertura da empresa, a lista de documentos necessários e tirar todas as dúvidas.

#3- Uma visita ao Sebrae também pode te ajudar a entender como funcionam os impostos, taxas e outros detalhes da empresa. Por lá, acontecem vários cursos sobre gestão de empresa, marketing e outros assuntos legais, então não deixe de se cadastrar e saber as novidades.

Mais detalhes estão disponíveis no site da Prefeitura de Santos.

Tipos de empresa

Você pode abrir diferentes tipos de empresa, de acordo com a sua necessidade. Então pesquise bastante sobre cada uma delas e faça a sua escolha com calma. Algumas das opções disponíveis são:

Micro empreendedor individual (MEI)

O microempresário individual deve ganhar, no máximo, R$ 60 mil por ano. Além disso, é proibido que seja sócio, administrador ou titular de outra empresa e ele só pode contar com a ajuda de um empregado.

Existe uma limitação de atividades permitidas no MEI, você pode conferir a lista clicando aqui.

Microempresa (ME)

Essa é a legalização ideal para empreendedores que visam ter lucro anual de até R$ 360 mil.

Empresário individual

Nesse caso, a pessoa física que se coloca como titular da empresa e responde de forma ilimitada pelos débitos do negócio, de maneira que os patrimônios de empresa e empresário se misturam.