Foram quatro anos de trabalho individual: um para desenhar a lápis as 120 páginas da Graphic Novel, outro para fazer a arte final, mais um para colorir e, finalmente, atualizar e revisar toda a produção. Mas o sonho do santista Luiz Gustavo Maduro Pereira, 40 anos, só se concretizará quando ‘Trindade – Uma jornada além da morte’ for impresso e estiver na livrarias, em mais um passo de seu projeto.

“O livro que deu origem à quadrinização demorou apenas quatro meses para ser finalizado”, comentou o ilustrador, escultor, escritor e professor, que no final da tarde deste sábado (12) inaugurou exposição de artes de sua Graphic Novel (HQ com história completa, não seriada) na Gibiteca Marcel Rodrigues Paes, onde conversou com o público.

O material, lançado há um ano na Bienal do Livro, em São Paulo, foi publicado pela Editora Madras no Brasil. Para colocar o livro de HQ nas prateleiras, são necessários R$ 25 mil, que Luiz Gustavo espera conseguir com uma campanha na plataforma de financiamento colaborativo Catarse. A adesão expira no próximo dia 6. “Não quero me arrepender de não ter tentado”, afirmou, reconhecendo as dificuldades que vem enfrentando.

Boneco

Para os 10 primeiros apoiadores que participarem com pelo menos R$ 60,00 no financiamento, Luiz Gustavo reserva uma surpresa: o sorteio de um boneco da personagem principal Tuna, já pronto em resina. “Também faço chaveiros com o símbolo do Projeto Trindade para vender”, comentou, mostrando o esforço em viabilizar o projeto.

Se depender do apoio do artista plástico Luciano Torrado, 44 anos, e de Gabriel Herzog, 15, o Projeto Trindade está só começando. Torrado aproveitou para mostrar um pouco de seu trabalho em óleo sobre tela, para a exposição que inaugurará em 19 de outubro, no Palácio da Polícia, em Santos.

O Projeto Trindade envolve a divulgação de uma história em diversas mídias, com a finalidade de atingir o maior número possível de pessoas, em diferentes faixas etárias. O objetivo final é a realização de um longa metragem ou de uma série de televisão, um legado para sua filha Julia Ripley.