Toda a programação do Fórum Cultural e Criativo de Santos  é gratuita e ocorre no Centro de Cultura Patrícia Galvão. Abertura será com Rogério Baraquet e banda Cigarra Elétrica + Carla Mariani.

Pela primeira vez, a cidade de Santos sediará um festival cultural que tem como sua temática principal o debate da Agenda 2030. O Culturalmente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos, que nasceu em 2012 para fomentar a formação de público para a cultura por entender que a identidade cultural de uma região é essencial para o desenvolvimento da população local, sua relação no dia-a-dia e a evolução de cada um enquanto cidadão, e está presente no Calendário Oficial do município pela Lei 3.142, inova em sua 6ª edição promovendo o debate sobre o papel central da cultura e da criatividade como agentes propulsores do desenvolvimento sustentável na cidade para o atingimento dos 17 objetivos da Agenda 2030 da ONU. Os 17 objetivos serão promovidos através de atividades diversificadas envolvendo

Artesanato, Cinema, Design, Gastronomia, Música e Literatura e também discussão de políticas, através do debate que será promovido entre os Secretários de Cultura das cidades da região Metropolitana de Santos e do compartilhamento internacional de boas práticas, o que será feito através do Painel de Debates entre cinco Cidades Criativas Ibero Americanas que apresentarão boas práticas relativas aos Objetivos da Agenda 2030. Toda a programação é GRATUITA e ocorre de 8 a 10 de dezembro, ocupando o térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

ABERTURA:

rogerio-baraquetPara iniciar com chave de ouro, na sexta-feira, 8 de dezembro, a partir das 19h30, no “queijo” localizado
no térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, acontecem shows de talentos da região: o músico Rogério Baraquet, acompanhado por sua banda, apresenta o repertório que mescla seus mais de 30 anos de carreira, inclusive as canções do recém lançado álbum “Consequências”.

Consequências reúne traços da “velha” MPB, mas agrega estilos como pop, rock e até influências do “samba joia” dos anos 70, características presentes em seu trabalho ao longo dos anos. O álbum possui 11 faixas inéditas selecionadas entre mais de 50, foi produzido pelo próprio Rogério de maneira independente, sem patrocínio ou apoio de editais públicos, durante seis meses. E está disponível em plataformas online como Spotfy e iTunes.

banda-cigarra-eletrica-foto-por-thainara-macedoA noite também terá show da banda Cigarra Elétrica, que tocará especialmente com a cantora Carla Mariani, levando ao público um set list autoral calcado em jazz e blues.

Cigarra Elétrica é formada pelo guitarrista e compositor Muniz Crespo, pelo baterista e produtor musical Jota Amaral e pelo baixista Tanauan Nogueira. Se juntaram em 2015 (antiga AnifroM), com o intuito de dar vida às músicas de Muniz Crespo e fazer um som diferente. Juntos transformaram suas composições em uma nova experiência musical.

O som é uma fusão do Rock com o Jazz. Tem como influência a psicodelia do Tropicalismo, o feeling do Blues e a complexidade da Música Erudita. Seu repertório conta também com standards de Jazz e clássicos do Blues e Rock. A banda foi rebatizada com o nome Cigarra Elétrica, que faz alusão ao álbum Jardim Elétrico (Mutantes) e homenageia a fauna da região.

img_5992-01-pqnaMoradora de Santos (SP), Carla Mariani tem projetos musicais dos mais variados: toca na noite fazendo pop, rock e MPB com a banda Carla Mariani & the Black Sheeps, e também se apresenta com o projeto “Blues & Jazz Divas”, que faz uma homenagem às grandes cantoras dos estilos. A cantora, porém, sempre desejou fazer um CD apenas com suas músicas. E, assim, surgiu “Time”, seu primeiro EP totalmente autoral. As músicas, todas em inglês, mostram toda a sua identidade musical e deixam bem claras as influências da artista. Nomes como Joss Stone, Janis Joplin, Etta James e Amy Winehouse então entre elas. Apesar de ter raízes fincadas no blues e no jazz, Carla também traz em seu CD grandes influências do rock, estilo musical que canta desde os 18 anos. Produzidas por Caio Fernandes, as músicas já estão disponíveis e à venda em todas as plataformas digitais.

INTERCÂMBIO CULTURAL:

Tendo em vista o tema desta edição e o fato de Santos contar com um selo de Cidade Criativa em Cinema, da Unesco, o Festival promoverá um debate entre quatro cidades criativas – Santos, Brasil (Cinema), Denia, Espanha (Gastronomia), Óbidos, Portugal (Literatura) e Duran, Equadro (Artesanato). Estas cidades compartilharão boas práticas de cultura e criatividade no desenvolvimento da Agenda 2030 da ONU. Será realizado através de transmissão ao vivo, na sala de projeção do Museu da Imagem e do Som de Santos, a partir de cada cidade ibero americana. Domingo, 10 de dezembro, 15h30.

FEIRA CULTURAL E CRIATIVA:

Com objetivo de estimular a sustentabilidade e o empreendedorismo artístico regional, o CulturalMente Santista realiza sua primeira feira cultural e criativa. Serão cerca de 30 expositores, entre artistas que poderão vender seus livros, quadrinhos, CDs, DVDs, artesanato, artes visuais. Haverá também food bikes e estandes com gastronomia criativa. A feira funcionará sempre no horário do evento.

OFICINAS FORMATIVAS:

Este ano o projeto recebe duas oficinas formativas.

“A que câmera que dança” será ministrada por Eduardo Ferreira. A oficina utilizará estratégias da dança combinadas com movimentos de câmera e exercícios destinados a introduzir e desenvolver a prática de videodança, proporcionando recursos para tratar a câmera como extensão do corpo que dança. Será trabalhada a dança com e sem a câmera, explorando a coreografia e movimento através de partituras, bem como modos de filmar, através da improvisação, utilizada como estratégia para desenvolver habilidades de enquadramento e movimento de câmera. São 30 vagas e as inscrições gratuitas podem ser feitas no link:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfLrXvyFfUdR6dOQvhpZuOAJoYHNhHn_ronmwwbuj4YE_h9MA/viewform?usp=sf_link.

Eduardo Ferreira é cineasta e diretor da Cia Santistas de Artes Híbridas, companhia de experimentação em teatro, dança e cinema. Realizou diversos videodanças e registros experimentais para teatro, dança e festivais, dentre eles De Improviso do Sesc Santos, A mulher peixe e o mar de desmemórias do Coletivo Percutindo Mundos, Fuso 10 de Paulo Emílio Azevedo (Cia Gente), Festival de Teatro de Santos, Teatro a Bordo, Circuito de Cultura Popular e Mirada. Participou da Mostra Internacional de Videodança 2016 e 2017, Veladas de Cyne e Dança do Chile, Mostra Internacional de Videodança Vertival 2017, Cult Dance 2017 e Movimiento en Movimiento do México, dentre outros; além de diversas oficinas, dentre elas, a Dança na Tela com Jeannette Ginslov (Escócia), Pedro Sena (Portugal) e Leonel Brum.

Duração: 4hs /2 aulas com 2h de duração cada.

Público Alvo: Interessados na área de dança, cinema, videodança.

“Os Fios da Narrativa”, com Camila Genaro

“Sempre enxerguei a preparação para contar histórias como um grande tear, onde vamos tecendo aos poucos cada conto a ser narrado. Neste curso, vamos descobrir juntos quais são as linhas, as agulhas e os pontos necessários para fazer esta costura.

A oficina será realizada no sábado, 9 de dezembro, 16h30, e tem duração de duas horas. Serão abordados: A importância da seleção dos textos de acordo com a faixa etária do público; Diferenças entre contar e ler uma história;  Os objetos na arte de contar histórias; Aproximação das técnicas de contação; Preparação de uma sessão de histórias;  Estudar a história; Sentir a história  Ter domínio completo sobre o texto;  Acreditar na história; O Olhar; A Voz do Contador de histórias; Expressão corporal; Dinâmicas sobre a prática da contação. Público: professores, educadores, bibliotecários e interessados na arte de contar história. Inscrições: culturalmentesantista@gmail.com. 20 vagas.

ESPETÁCULO:

No domingo (10), também 16h30, Camila Genaro apresenta o espetáculo “Dentro do Mar tem Rio… e Histórias!”.  Os rios que antigamente cortavam a cidade de Santos escondem, até hoje, histórias que desembocam no mar. São esses contos que a contadora de histórias Camila Genaro, acompanhada da Banda MusiContando, apresentará neste novo espetáculo narrativo. Duração de 50 minutos.

BATE-PAPOS:

Como é tradição no CulturalMente Santista, não faltarão bate-papos culturais. No sábado, 9 de dezembro, 14h, acontece o encontro dos Secretários Municipais de Cultura da Baixada Santista e um representante da AGEM, Agência Metropolitana, repetindo a reflexão realizada no ano anterior. A mediação será da jornalista Nara Assunção.

A agenda terá ainda bate-papos sobre “A Representatividade da Mulher na Cultura”, “Eventos Culturais em Ascensão”, “Crowdfunding”, “O que é cultura, afinal?”, tendo em vista os cancelamentos de exposições no Brasil, debate sobre filmes que retratam momentos históricos de Santos (incluindo as exibições dos curtas), palestra sobre “Desperdício de Alimentos”, entre outros temas. Os horários serão anunciados em breve.

“A ONU reforçou, através da Agenda 2030, o papel fundamental das cidades na promoção do desenvolvimento sustentável no qual a cultura e a criatividade funcionam como agentes propulsores, assim é muito importante acompanhar o pioneirismo do Culturalmente Santista em trazer o debate deste tema para Santos”, afirma Niedja Santos, do Escritório de Inovação Econômica da Secretaria de Governo de Santos.

“Santos é uma cidade culturalmente efervescente, com grandes eventos, que alcançam repercussão nacional, e artistas reconhecidos, inclusive, fora da região.  A realização de um fórum/festival direcionado, realizado exclusivamente para promover a reflexão acerca da cultura local, mostrou-se necessária para a difusão da da mesma em âmbito regional. Nas duas últimas edições o projeto procurou aprofundar essa reflexão, indo além dos debates relativos às áreas artísticas (cinema, teatro, artes visuais, artes cênicas, música, etc), mas também conhecer mais o processo criativo dos artistas convidados, relacionando temas de debates aos produtos culturais”, explica o idealizador do fórum, o jornalista André Azenha.

VÍDEOS:

Carla Mariani

Cigarra Elétrica

Rogério Baraquet

Serviço:
6º CulturalMente Santista – Fórum Cultural e Criativo de Santos
8 a 10 de dezembro (sexta a domingo)
Abertura: Sexta-feira, 8 de dezembro, 18h30 (início dos shows às 19h30
Sábado, 9 de dezembro, 11h às 19h
Domingo, 10 de dezembro, 10h ás 18h
Centro de Cultura Patrícia Galvão – Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

O CulturalMente Santista – Fórum Cultural de Santos é um fórum cultural itinerante surgido a partir do site www.culturalmentesantista.com.br (pioneiro ao publicar dezenas de longas entrevistas biográficas com artistas e agentes cultuais da região desde 2011). Mais de 300 artistas e agentes culturais já participaram do evento em suas edições anteriores que ocuparam dezenas de espaços da cidade. A 6º edição é realizada pelo CineZen Cultural, com apoios do Escritório de Inovação Econômica (Secretaria de Governo) e Secretarias de Cultura e Turismo. Apoios de Orvalho Produções, Lobo Estúdio e Shake Burger.
Maiores informações www.culturalmentesantista.com.br e www.facebook.com/culturalmentesantista.